Abraham Weintraub é exonerado do Ministério da Educação

0
68

O ato foi publicado no Diário Oficial da União, deste sábado (20), em edição extra, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro

São Paulo – No mesmo dia em que se apresentou como ministro ao desembarcar nos Estados Unidos, Abraham Weintraub foi exonerado do cargo de chefe do Ministério da Educação. O ato foi publicado no Diário Oficial da União, deste sábado (20), em edição extra, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro. O decreto diz apenas que o ministro foi exonerado “a pedido” nesta data.

Weintraub, desembarcou, na manhã deste sábado, nos Estados Unidos, onde deve assumir o cargo de diretor-executivo do Banco Mundial. A informação foi confirmada pela assessoria do Ministério da Educação (MEC). A pasta afirma que ele chegou ao país por Miami. A viagem foi feita por meio de avião comercial e em classe econômica.

O Banco Mundial informou, por meio de nota, ter recebido uma comunicação oficial das autoridades brasileiras indicando Weintraub para diretor-executivo, representando o Brasil e demais países do seu grupo (constituency) no Conselho de Diretores-Executivos do Grupo Banco Mundial.

O tempo de seu mandato, no entanto, não passaria de três meses. “Se eleito pelo seu constituency, ele cumprirá o restante do atual mandato, que termina em 31 de outubro de 2020”, diz a instituição, ressaltando que, daqui a quatro meses, “será necessária uma nova nomeação e nova eleição”. Segundo a assessoria do banco, diretores-executivos são os representantes dos 189 países-membros no Conselho de Diretores do Banco Mundial e são indicados ou eleitos pelos acionistas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui