Fornecedora da Seduc tem endereço em hotel

0
73

Manaus – A empresa D’Max Comércio de Produtos Alimentícios, que faturou mais de R$ 16 milhões em contrato com a Secretaria de Educação de Estado (Seduc), para fornecer gêneros alimentícios durante período da suspensão das aulas, tem sede em um hotel.

A denúncia foi apresentada nesta segunda-feira (13), no programa ‘AMAZONAS DIÁRIO’, do GRUPO DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (GDC), transmitido pela RECORD NEWS MANAUS.

A denúncia foi feita pelo deputado estadual Wilker Barreto (Podemos), durante sessão ordinária virtual da Assembleia Legislativa do Estado (ALE) do último dia 24 de junho. O parlamentar apontou ainda que valor supera em cinco vezes o pagamento da compra dos ventiladores na loja de vinhos, investigado pela Polícia Federal, onde foi gasto cerca de 3 milhões de reais.

Segundo dados do Portal da Transparência do Governo do Estado, a empresa possui dois contratos firmados com a Seduc: um no valor de R$ 8,476 milhões e outro de R$ 8,417 milhões. Ambos são para aquisição de gêneros alimentícios, como feijão, arroz, salsicha, conserva, achocolatado e leite, assim como a distribuição aos alunos afetados pela paralisação das aulas por conta da pandemia.

A reportagem apurou que o endereço na empresa indica que a sede desta fica em um hotel na Avenida Torquato Tapajós, na zona norte de Manaus. Na recepção do hotel, a equipe de reportagem tentou entrar em contato com algum representante da D’Max Comércio, mas disseram que, para entrar em contato com a empresa, bastava ligar para o número do hotel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui