Família de soldado morto em batalhão do Exército pede esclarecimentos

0
64

Manaus – Os familiares do soldado do 7º Batalhão de Polícia do Exército, Jhonata Côrrea Pantoja, 18, pedem esclarecimentos sobre a morte do jovem, ocorrida na madrugada desta segunda-feira (18). Ele foi morto com um tiro de arma de fogo.

Segundo informações do tio da vítima, Valdionor Maciel, a família foi comunicada por volta das 7h da manhã. O relatório do Instituto Médico Legal (IML), mostra que o fato ocorreu por volta das 3h, o soldado ainda foi encaminhado ao Hospital e Pronto-socorro 28 de agosto, mas morreu por volta das 3h30.

Nós não tivemos informações necessárias, para que a família viesse ser confortada. O exército não emitiu nenhuma nota para os familiares, explicando o ocorrido, não falou da forma clique aconteceu. Esse tipo de assunto devia ser tratado com mais transparência” destacou o tio da vítima, Valdionor Maciel.

Conforme informações da família, no corpo de Jhonata, havia hematomas, uma perfuração no braço e marcas na região das costas. Os familiares também descartam a possibilidade de suicídio

“O Jhonata nunca foi um garoto problemático, ele sempre foi trabalhador. Ele era feliz de trabalhar lá (Exército). Saiu do município de Borba para trabalhar. É muito triste, seu filho sair do interior e vir pra capital, seguir carreira militar e acontecer isso”, lamentou o tio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui