ESCÂNDALO! Diretores da empresa de coleta de lixo Tumpex são denunciados por assédio sexual contra menores aprendizes; veja os vídeos

0
724

Manaus – Hoje é o dia de descobrir o nome dos envolvidos no maior escândalo de assédio sexual, moral e pedofilia já registrada na classe trabalhadora de Manaus. Graves denúncias sobre a empresa Tumpex, concessionária de coleta de lixo da capital amazonense, foram encaminhadas com exclusividade ao Porta CM7 Brasil, informando que adolescentes e menores aprendizes estavam sendo abusadas dentro da firma, pelo gerente Carlos Sass, cunhado do dono da empresa, José Paulo de Azevedo Sodré.

Segundo as denúncias, candidatas do processo seletivo de primeiro emprego, menor aprendiz e até mesmo funcionárias já efetivadas da empresa Tumpex, teriam sido submetidas a realizar favores sexuais com Carlos, gerente da empresa, para conquistarem a vaga ou se manter trabalhando. Muitas delas precisaram ser filmadas fazendo sexo oral no assediador.

Mais de 57 arquivos de vídeo, incluindo fotos dos atos libidinosos foram filmados pelo próprio gerente, o que ele não esperava era que esses arquivos acabariam vindo à tona. Mais de 50 vítimas foram abusadas por Carlos na empresa.

Veja os vídeos:

A empresa

Segundo as denunciantes, a empresa Tumpex já estava ciente dos abusos a cerca de 5 meses, no entanto, a empresa só de manifestou agora quando a bomba explodiu. Como ato de se desvincular de Carlos Sass, a empresa alegou que afastou o pedófilo das atividades, mas não explicou o motivo de não ter o demitido.

A empresa está tentando tirar a sua responsabilidade do caso, porém as testemunhas estão dispostas a testemunhar contra o gerente Carlos Sass e até mesmo contra próprio dono da empresa, alegando que a empresa sabia de tudo que acontecia. Relatos que José Nelson Rosa também está envolvido, porém por se tratar do cunhado do dono, não tomaram nenhuma providência a respeito, principal em prol das adolescentes do menor aprendiz.

Ameaça

Segundo nossa fonte, foram enviadas diversas ameaçadas ao mesmo, no intuito de intimidar e cessar as denúncias; veja

Será que depois de tudo isso e da polêmica polêmica envolvendo a Polícia Federal (PF), a empresa Tumpex continuará recebendo de contratos milionários, incluindo a prefeitura municipal de Manaus? É esse tipo de empresa que os empresários e órgão públicos querem ser vinculados? Empresa de reputação duvidosa, envolvida em crimes de fraude, lavagem de dinheiro e abusos sexuais?

Mas a pergunta que não quer calar: todos esses crimes ficarão impunes? Ou pior, ou envolvidos sofrerão as consequências de seus atos? Ou esse será mais um daqueles casos onde as autoridades deixarão as vítimas sem justiça?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui