ENCONTRADA TORTURADA E JOGADA EM TERRENO DA ZONA LESTE

0
80

Com sinais de torturas o corpo de Queisiane Cardoso Braz, que tinha 35 anos, foi encontrado na tarde desta quarta-feira (28), em um terreno na comunidade Nova Vitória, bairro Gilberto Mestrinho, Zona Leste de Manaus.

De acordo com o Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), a jovem estava com as mãos atadas para trás, enrolada em saco plástico preso por fios de nylon. O corpo já estava em estado de decomposição. A polícia sustenta a hipótese de que ela sofreu torturas antes de ser assassinada.

O terreno onde o corpo foi encontrado por moradores é de difícil acesso e para remover o corpo uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), precisou usar uma corda de mais de 15 metros para içar a vítima.

DESAPARECIMENTO
Queisiane trabalhava catando latinhas e estava desaparecida desde a madrugada do dia 23 de agosto deste ano.

De acordo com Maria Eliana Cardoso, mãe de Queisiane, no dia em que desapareceu, por volta das 2h, a mulher saiu da casa onde mora, situada na rua Hibisco, ocupação Nova Vitória, na segunda etapa do bairro Distrito Industrial, zona leste da capital. Na ocasião, não informou para onde iria.

Segundo a noticiante, da última vez em que foi vista, Queisiane estava em um bar na região da residência dela, acompanhada de um homem ainda não identificado. Desde então os familiares não tiveram mais notícias sobre ela.

Até o momento a autoria e motivação do crime não foram identificado ou revelado pela polícia. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), segue investigando.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui